quinta-feira, 10 de maio de 2012

Londres 2012: evento teste no parque olímpico (parte 2)

Gostamos tanto da primeira experiência no parque olímpico que, quando abriram ingressos para mais uma série de eventos teste, nem pensamos duas vezes. Afinal, como alguém que ama esportes pode titubear diante da possibilidade de entrar no estádio olímpico?


Os organizadores aproveitaram o gancho do "faltam 2012 horas para o início das Olimpíadas" e uniram o útil ao agradável: cederam o estádio para o campeonato de atletismo universitário e fizeram uma festinha com umas sub celebridades para inaugurar o estádio de fato.

E foi muito legal! Entrar no estádio que em pouco tempo será palco do um espetáculo tão maravilhosos quanto os jogos olímpicos é de arrepiar. Fico tentando imaginar o que sentiram os atletas, que tiveram essa oportunidade surreal de competir em frente a um grande público - correndo o risco de falar besteira, acho que geralmente ninguém aqui dá muita bola pra campeonato universitário.



ao fundo, a escultura de Anish Kapoor

A festinha que rolou depois é que foi micada. Uma dúzia de celebs duvidosas, uma gincana bem meia boca. Pegou mal - era melhor que não tivessem feito nada (ou então que tivessem logo metido o pé na jaca e organizado um super show).

Mas mesmo assim, compensou. Outro ponto alto foi que pudemos andar por todo complexo (estavam rolando outros eventos nas outras arenas, ou seja, quase tudo funcionando ao mesmo tempo) - o que não tinha acontecido da outra vez, quando vimos o evento dos saltos ornamentais no centro aquático. Andamos até o velódromo, a arena de basquete, de handebol, deu pra ver tudo de perto e sentir como aquele lugar vai ser o centro do mundo durante as Olimpíadas.

velódromo
arena de basquete
velódromo
velódromo
Achei a infra bem decente, vários pontos com barracas de comida e banheiros, tudo bem sinalizado. Um amigo nosso comentou que esperava mais, afinal o parque olímpico de Beijing era um espetáculo, aquela coisa monumental. Mas eu discordo, prefiro assim mais pé no chão. Os projetos são todos sustentáveis, econômicos, e muitos deles, temporários - parece até que algumas arenas serão desmontadas e remontadas no Brasil em 2016. Fantástico! O legado é super importante, e não apenas a arquitetura de cair o queixo que vemos na tv.




Bom, agora é torcer pra que nessa última leva de ingressos que vai rolar por aqui, a gente consiga mais alguma coisa - de preferência, dentro do parque olímpico (tudo que conseguimos agora é fora de lá: vôlei em Earls Court e futebol em Wembley).

Um comentário:

  1. Adoro ver sua animação com as Olimpíadas, Helô. Sou assim também e queria MUITO poder estar aí desde já para poder acompanhar os eventos teste. Mas tô achando que vamos mesmo é chegar depois dos jogos... :(
    De qualquer forma, vai ser uma delícia acompanhá-la em todos os eventos que vocês forem. Vai compensar a tristezinha de não ter conseguido estar presente! :)

    Beijo grande,
    Nah - Pra Ver em Londres

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! E caso faça uma pergunta, volte para ver a resposta