Você perpetua a cultura de estupro?

maio 28, 2016 Helô Righetto 2 Comentários


Ei, você. Responda sim ou não para as perguntas abaixo:

1. Você ja buzinou para uma mulher que estava andando na calçada?
2. Você já chamou uma mulher de gostosa seja na rua, na balada, na escola?
3. Você já tocou uma mulher (em qualquer parte do corpo) que não conhece simplesmente porque a achou bonita e gostosa?
4. Você já falou pra uma mulher que ela deveria ir lavar uma pia de louça ou que ela precisa de uma rola no meio de uma discussão?
5. Você já fez ou já riu de alguma piada machista, do tipo que fala que lugar de mulher é na cozinha, servindo homem?
6. Você já recebeu fotos de mulheres nuas através das redes sociais e não advertiu a pessoa que mandou?
7. Você já insistiu pra uma mulher te beijar mesmo depois de ela ter claramente demonstrado que não estava afim?
8. Você acha que mulher que usa roupa justa, saia curta e blusa com decote está pedindo pra ser assediada?
9. Você já deu em cima de uma mulher e quando ela disse que tinha namorado você foi lá e pediu desculpas para o namorado?
10. Você respondeu sim para alguma das perguntas anteriores?

Se sim, você tem parcela de culpa pela cultura machista e contribuiu para a cultura do estupro. Cultura do estupro, sabe? Não? É aquela coisa que faz com que os homens achem que as mulheres são inferiores, que devem se submeter a vontade deles mesmo quando não querem. Cultura de estupro é aquela coisa que deixa um grupo de 30 homens - que não são doentes, não são psicopatas - a vontade para dopar e estuprar uma mulher, e além disso publicar um vídeo do feito na internet. Cultura de estupro é a imprensa chamar a vítima de 'suposta vítima' depois que o vídeo que compra o fato ter viralizado. Cultura de estupro é o delegado botar panos quentes na situação.

Se você respondeu sim a alguma das questões anteriores, não perca tempo procurando desculpas para o seu comportamento. Apenas haja: ajude a gente a mudar tudo isso. 

2 comentários:

  1. precisamos, urgentemente, aprender, que a cultura do machismo é perpetuada por todos nós!!
    se cada pessoa que ficasse revoltada com estupro coletivo, fosse para casa refletir qual é sua contribuição... com toda certeza eu ficaria mais tranquila com tanta divulgação!

    abraço, luta e fé!

    ResponderExcluir
  2. Apenas criando leveza num assunto que ja tem uma carga tão pesada na sociedade: de onde vem esse termo "estupro"? Como portuguesa, durante muito tempo fiz confusão, misturei letras e em vez de dizer "estupro", dizia "estrupo" porque sempre me soou melhor e eu pensava que era assim. Mas sempre achei curioso essa palavra que eu desconheço o sentido. Aqui nós referimo-nos a esse acto como "violação" ou "abuso sexual" e na linguagem comum dizemos que "a menina foi violada".
    Anyway...infelizmente continua a ser um crime comum e de onde muitos saem impunes. Felizmente, a justiça em Portugal funciona um pouco melhor a esse respeito e todos os crimes denunciados são punidos. Mas as marcas físicas e psicológicas da vítima, justiça nenhuma retira.

    xx Sara

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! E caso faça uma pergunta, volte para ver a resposta