Londres e o heat wave

agosto 21, 2012 Helô Righetto 4 Comentários

Atrasou pra caramba, mas chegou. Todo ano, desde que moro aqui, esteja o verão bom ou não, rolam umas ondas de calor (heat wave) durante uma ou duas semanas. Esse ano, chegou tarde: semana passada. Tivemos um início de temporada deprimente, e todo mundo já estava preparado pra encarar o outono quando de repente a temperatura bateu na casa dos 30.

Sei que isso é corriqueiro pra nós, brasileiros. 30 graus? Normal, é mais ou menos isso sempre - não é motivo de alerta muito menos assunto pra conversa que dure mais que 2 minutos

Mas não dá pra comparar: depois de uma temporada de frio intenso, quaisquer dois dígitos já nos fazem sair de casa de saia e chinelo - a percepção é outra. Assim como fica mais fácil encarar os dias gelados de inverno a cada ano que passa, fica mais difícil lidar com o calor.

Eu por exemplo tive uma reação no mínimo "gringa" ao nosso mini verão que resolveu dar as caras: moleza, cansaço, sem vontade de fazer nada, só beber água o dia todo. O que aconteceu com meu sangue brasileiro? E todas as horas que passei suando dentro de um carro/escritório/apartamento abafado, não serviram pra nada?

imagem daqui
Pois é, a gente se adapta rápido. Afinal, melhor reclamar do calor por 2 semanas do que do frio por 6 meses!

4 comentários:

  1. Hahaha! É mesmo assim...mas na realidade é que esses países estão bem preparados para o frio mas não para o calor.

    ResponderExcluir
  2. Me identifiquei demais! Aqui em Nogent sur Marne, a 5km de Paris, fez 41 graus e quase morri. Eles naõ sabem o que é ar condicionado, hehhehe
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Aqui em São Paulo já está esquentando demais da conta e ainda falta um mês para a primavera. Só de pensar. Para mim, calor é muito ruim. Nisso eu acho que o meu sangue nunca foi brasileiro, rrsrs. Moleza, dor de cabeça, mosquitos, ter que tomar tudo gelado, afff. Vc até comentou que já encara muito melhor a temperatura bem fria do que um calor de 30 graus.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! E caso faça uma pergunta, volte para ver a resposta