Self employed

março 27, 2010 Helô Righetto 3 Comentários

Antes do post, queria dizer que gostei da "discussão" sobre o tema educação. Só pra finalizar, não quis dizer que acho o pessoal mal educado, foi apenas uma colocação sobre a diferença de culturas! Quando fui a Madrid, por exemplo, fiquei muito mais chocada com a grosseria dos madrileños, que obviamente é beeeeem diferente do que escrevi no post anterior!!!

Enfim, vamos ao post:

Como comecei a trabalhar bastante para o WGSN, e preciso mandar invoices (o que podemos comparar com a nota fiscal brasileira, mas é bem menos complicado) para receber meu din din, resolvi regularizar minha situação de freelancer e me cadastrei como Self Employed, ou seja, autônoma. Assim, deixo tudo regularizado e não corro o risco do governo bater na minha porta e falar que estou roubando benefícios (benefit thieves, tem uma propaganda séria sobre isso aqui).

Foi muito simples, tudo pela internet, basta ter o National Insurance number (que eu fiz logo que cheguei e também foi bem fácil) e dar alguns dados pesssoais.

Há uns poucos anos atrás eu e uma amiga tentamos fazer algo parecido lá em SP, a gente queria ter nosso escritório de design. Mas desistimos na primeira visita ao contador, pois a quantidade d despesas apenas para começar a trabalhar já ia nos deixar no vermelho.... A gente ainda não desistiu desse projeto (né cabeçona?), mas quem sabe não é mais fácil ela vir pra cá hein? : )

3 comentários:

  1. Anônimo6:48 PM

    É um grande problema que o Brasil tem que resolver logo pra poder desenvolver todo esse potencial que o mundo todo esta vendo que tem. Mas se nao facilitar a vida de quem faz negocios, especialmente de pequenos empreendedores, nao adianta neh....?
    sister

    ResponderExcluir
  2. Pelo que entendi vc acha o pessoal educado ao extremo, ateh muito exagerado que no final as palavras perdem o sentido e fica parecendo falsidade, certo?

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Minha irmã abriu o escritório dela no Brasil ... e juro, depois que me contaram o quanto ela pagou para ter uma placa em frente ao escritório, eu quase morri!!!
    Sem contar a burocracia, como vc disse ...

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! E caso faça uma pergunta, volte para ver a resposta