Leitura: The Luminaries, Eleanor Catton

setembro 26, 2014 Helô Righetto 3 Comentários

The Luminaries foi meu companheiro fiel nos últimos 2 meses. Carreguei suas 832 páginas (nem adianta deixar comentário falando de e-reader, dessa água só beberei no dia que não existirem mais livros impressos, me deixa) de casa do trabalho do trabalho para casa todo santo dia. E valeu a pena.

É um livro sensacional, e eu não consigo entender como uma pessoa de apenas 30 anos (25 quando comecou a escrever) tenha conseguido escrever algo assim tão, tão bom. Sinto inveja intelectual de alguém assim tão inteligente! Comentei isso com uma amiga outro dia e ela disse 'bom, vai ver os pais delas tem muita grana né, e ela não precisava trabalhar'. Eu realmente amo minhas amigas.

Mas, ao livro. A história começa dia 27 de janeiro de 1866 na cidade de Hokitika, na Nova Zelândia. Uma série de fatos estranhos, e que parecem estar interligados, acontecera na cidade 2 semanas antes, e 12 homens - cada um com um envolvimento diferente nos acontecimentos - reunem-se para tentar desvendar as circunstâncias desses acontecimentos.

Eu fiquei impressionada com a riqueza de detalhes da narrativa - como a autora consegue amarrar tão bem todos os personagens. Juro que pensei nela trabalhando em seu escritório, com uma parede toda riscada na sua frente, cheia de nomes e flechas, fatos e datas.

E como não virar fã de uma escritora que tuita o seguinte:



A maneira como os personagens interagem e até mesmo o tamanho de cada parte de livro também tem relação com astrologia: signos, influências de astros sobre planetas. Mas isso eu precisei pesquisar depois que acabei o livro pra entender melhor.

No fim, eu fiquei com uma pequena dúvida, mas nada que tenha estragado o prazer de ler esse livro. Se você já leu, deixe aí um comentário porque eu quero dividir minha angústia! E, pra quem não leu: recomendo!

3 comentários:

  1. Estou louca, louca, louca para ler esse livro - só preciso arrumar um tempo para ler com calma. E como você, não me desapego dos livros em papel. O peso do livro nas minhas mãos conta na experiência.

    ResponderExcluir
  2. Não li,mas fiquei com água na boca. Adoro livros enooormes, tipo Pilares da Terra e O regresso. E esses aspectos astrológicos também me interessam.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo8:57 AM

    eu totalement me desapeguei de livrais impressos - amoooo meu Kindle!!! Ja vou fazer o download dja….. estou precisandoo de recomendacao! Patricia

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! E caso faça uma pergunta, volte para ver a resposta